sábado, 1 de setembro de 2007

Para sempre, tua ...

Chegaste e sorriste. Abraçámo-nos.
Pediste-me a minha atenção e eu dei-te.
Olhei para ti como se fosse a primeira vez.
Fizeste-me muitas perguntas, algumas difíceis e eu respondi.
Demos muitos beijos e disseste que eu cheirava bem.
Perguntaste qual era o teu cheiro e eu disse que era o melhor do Mundo.
Estou feliz por estar novamente contigo.

1 comentário:

Divingdeep disse...

Agora já sei como acaba a história do desodozirizante a carregar um desconhecido pelos sovacos com um ramo de flores na mão.
Com mais uns abraços e umas perguntas difíceis, mas com respostas, ela entrega-se para sempre.

This one smells very good.

Conclusão: Keep the flowers allways