sexta-feira, 2 de maio de 2008

Eu gosto, tu gostas

Vamos ver o mar?
Ah, tu preferes o rio.
Vamos sair e dançar?
Tu preferes só ouvir a música.
Vamos ao cinema?
Tu gostas de ver filmes em casa.
Vamos aquele sítio que eu gosto?
Tu não te sentes bem lá.
Vou fazer o jantar, está bem?
Queres ser tu a cozinhar.
Posso desligar o computador?
Ainda queres ler mais do que se passa no Mundo.
Não achas que estás a ser egoísta?
Sou eu.
Quero ficar sozinha.
Podes olhar para mim?
Sabes, tenho saudades tuas…

6 comentários:

DeepDiver disse...

Parece uma derrocada, até antes de ter começado qualquer coisa.

Do tipo 11 do Setember morning.

Mas já cá estamos, debaixo desse entulho e pedras pesadas.

Só consigo olhar para ti de lado, mas tu não me vês, estamos entalados no cimento e no roco.

Querias ir ao mar, deviamos ter ido, sentia-me lá melhor do aqui preso neste entulho.

Se calhar fui egoísta em não te ter levado a jantar ao pé do mar.

Sabes, não podes ficar sózinha, por agora, estamos presos. Quando é que os bombeiros aparecem, para nos tirar daqui?

Não vou ficar com saudades desta situação, vou-me lembrar apesar disso dos teus esgares sorrisos do que iamos fazer antes de disto acontecer.

Na próxima, vamos áquele sítio que tu gostas, mas se fosse como este voamos para outro.

Tá bem para ti?

Então agora é não!

Vou fazer o jantar, tens sempre um sorriso lindo escondido, quando queres sair.

Saimos depois, vamos e voltamos.

Já tinha saudades de estar assim contigo.

Tindergirl disse...

Bah!

Red disse...

epah eu gostei.

jc disse...

Opah, também gostei.

Poupou-me o trabalho, e falta de vontade, de responder pela forma idiota.

Claro que havia outras formas

Mas as não patetas e banais iam acabar no cada um fala do seu desconforto (e por falar nisso, gosto mais de passar uma noite sem os passos de uma cadela no andar de cima), o que leva mais tarde ou mais cedo ao
Quem é que começou, mas não gosto de falar da minha vida privada no meio da rua. A vida é assim, ai pois é,

DeepDiver disse...

Aí pois é, ou não é na rua e sobra para as cadelas.

JC, Jesus Cristo!

Acho que vais acabar na rua com esse tipo eloquente, do mais tarde ou mais cedo.

Eventualmente mais urbano, se perceberes os sinais.

E a propósito, a da minha é recolhida num saco, deposirada onde conveniente.

Nem quero imaginar, por onde começaste, muito menos onde vais acabar com esses tímpanos tão distraídos.

O que é que fazes com a tua merda?

Fiquei curioso, ácerca das formas. Do conteúdo? Não me vem sequer o cheiro.

Decorrendo daí o Bah.

Pois claro!

Irias dizer?

AP disse...

MENINOS (ou putos, vai dar no mesmo)!! Deixem-se de mariquices. Se não ficam de castigo virados de costas para a parede com um par de orelhas de burro em cada um....