quinta-feira, 4 de janeiro de 2007

O Homem absurdo

Apetecia-me tanto reler aquele livro. Quando te conheci, já ambos o tínhamos lido e era um dos nossos preferidos. Antes de ontem olhei para ele e sorri a pensar no prazer que ia ter ao ler as suas páginas. Estava a lê-lo e a ver-te a ti...
És mesmo parecido com o Mersault. Não sei se decidiste imitá-lo depois de leres o livro ou se és mesmo assim. Às vezes dou por mim a tentar conhecer-te e a explicar as tuas atitudes. No início achava-te estranho. Agora essa tua indiferença já não me magoa e acho piada quando dizes que só fazes o que tens vontade. Também nunca percebi se és feliz assim, se te sentes só e porque compras sempre dois bilhetes para os concertos e a cadeira ao lado da tua está sempre vazia.
O teu olhar parece tão vazio e poucas vezes sorris, no entanto parece que se sentes bem. Eu vou tentar aceitar-te como és e não vou fazer mais perguntas.
Porque será que me interesso sempre por homens absurdos?

5 comentários:

izzi disse...

Esse teu personagem é imaginário ou existe na realidade?

Tindergirl disse...

O Mersault é um personagem de um livro, mas existe alguém que conheço parecido com ele.

AP disse...

As pessoas absurdas são sempre mais interessantes! :)

Tindergirl disse...

É verdade

Definição de absurdo

do Lat. absurdu

s. m.,
contra-senso, disparate, dislate, tolice, paradoxo;

adj.,
contrário à razão, ao senso comum;
ilógico, contraditório, paradoxal.

Afinal não é assim tão absurdo :)

Divingdeep disse...

Diva,

Discursos paralelos? Caixa postal? Posta restante? Absurdo?

Rod no dia 7, contigo no casino, são "dois bilhetes", com o olhar em ti. Confirmo?

Não há absurdos, não há coincidências, não há perguntas sem respostas.

Jogas?

Claro que não!

Vamos ao Rod?