terça-feira, 18 de setembro de 2007

Persona non grata

- Sabes uma das coisas que menos gosto numa cidade pequena?
- Não. O que é?
- Imagina que chegas lá e que conheces alguém de quem ficas amigo. Essa pessoa que já vive lá há muitos anos tem um grupo de amigos.
Um dia encontram-se todos e és apresentado aos restantes. Numa cidade pequena e de mentalidade fechada, esses não permitem que ninguém novo entre naquele círculo.
E então o que fazem? Olham-te de esguelha com um ar de superioridade. São capazes de passar uma noite a conversar e ignoram-te. É como se tu não existisses.
- Sim, sei do que estás a falar. Mas para eles eu existo e incomodo-os. Acho que o que eles querem dizer é “Vai-te embora”.
- Sim, talvez. Conseguias aguentar esse tipo de pressão?
- Claro. Imagina o gozo. Ia divertir-me bastante a incomodá-los

1 comentário:

deepdiving disse...

Sabes o que eu faço e gosto? Mostrar às pessoas que se sentem ou estão pequenas, que são maiores do que alguma vez imaginaram.

É um sorriso, uma palavra ou um jogo. O jogo habitualmente é delas, não estão à vontade, têm más experiências e estão à defesa (logo ao ataque).

O "gozo", de facto é ver mudar o comportamento, a atitude; ficam a pensar e ganharam alguma confiança alternativa à sua situação.

Ser boa pessoa, incomoda, mas manter-se no nível, ensina.

E GOSTAM.

Claro!